Assessoria e consultoria de exportação

Expandir o mercado internacional brasileiro faz parte da missão da Target. Para isso, desenvolvemos um trabalho sério e comprometido em auxiliar as empresas que buscam expandir seu mercado e internacionalizar sua marca através da exportação de seus produtos.

 

exportação para empresas

Você deseja saber como funciona e quais as vantagens da assessoria e consultoria de exportação para sua empresa? Entender ou conhecer como são realizados os acordos comerciais do Brasil com países exteriores pode ser um ótimo benefício para sua empresa, pois para conquistar a expansão desejada é preciso entender como funciona todo o processo de exportação e quais as legislações e critérios devem ser atendidos para fazer negócios internacionais.

Confira a seguir o que é exportação, como funciona, quais as recomendações, porque uma assessoria ou consultoria pode fazer a diferença na realização desse processo, entre outros.

Em um cenário globalizado, é muito importante considerar o mercado internacional como forte opção para relações comerciais. Pensando nisso, muitas empresas começam a desenvolver seus produtos para exportação, porém não sabem como colocar em prática os planos e acabam postergando o que pode ser uma ótima oportunidade de expansão dos negócios.

A TARGET está preparada para auxiliar as empresas em suas exportações, cuidando de toda a parte operacional dos processos até a chegada da mercadoria no local de destino.

Atuamos na contratação de frete e seguro internacional, envio de amostras, assessoria para recebimento das divisas do exterior, emissão de nota fiscal de exportação e liberação aduaneira.

Uma solução prática para empresas que querem exportar, porém não tem interesse ou corpo técnico para realizar os trâmites em seu próprio nome é a contratação de uma comercial exportadora.

Nesta operação, a empresa emite uma nota fiscal de venda para exportação para a TARGET, que será a empresa comercial exportadora responsável por fazer o contato comercial com o cliente internacional e realizar todos os trâmites necessários para que a mercadoria seja recebida no país de destino.

Desta forma a empresa cliente não precisa se preocupar com a burocracia de exportação, sendo responsável apenas por produzir e negociar com seus clientes.

Toda empresa, antes de iniciar suas operações de comércio exterior no Brasil, deve se credenciar junto à Receita Federal mediante habilitação do sistema Radar Importação e Exportação.

Para operações de exportação, não existem limites pré-estabelecidos como nas importações.

Existem diferentes modalidades de Radar Importação e Exportação de acordo com o volume das operações e capacidade financeira da empresa.

Para saber qual a modalidade mais adequada para sua empresa entre em contato com a Target. A Target presta o serviço de habilitação do radar e segue os parâmetros necessários para rápida e eficiente análise das informações apresentadas, chegando a ter sucesso em deferimento no mesmo dia da solicitação.

O que é exportação?

A exportação de produtos é o processo no qual as empresas enviam os produtos do país de origem, aquisição ou fabricação para outros países no intuito de expandir o seu negócio, tornar sua marca conhecida mundialmente, aumentar os lucros e conquistar novos clientes ao redor do mundo.

No entanto, exportar produtos para outros países não é tão simples, uma vez que é necessário seguir as legislações impostas pelo país de origem e as exigências do país destinatário para que o comércio externo seja legalizado.

Quais os tipos de exportação?

Por mais que a exportação tenha uma definição bem específica, existe mais de um método de realizá-la, sendo as principais delas a exportação direta e a exportação indireta.

Exportação direta: A exportação direta é realizada quando o produto exportado é produzido pela própria empresa que realiza os trâmites legais e fiscais para saída da mercadoria do país. A própria empresa faz as negociações internacionais, ou seja, a demanda é produzida e enviada para outro país pela própria exportadora.

É válido lembrar mesmo que a empresa conte com um agente consultor de exportação para realizar a negociação comercial, a exportação continua sendo direta.

Uma das vantagens da exportação é que o Brasil oferece incentivos fiscais para realização do processo, disponibilizando a isenção de ICMS, IPI, PIS e COFINS.

Exportação indireta: No caso da exportação indireta, o que muda é que o produtor não realiza a exportação. Como assim? Uma empresa comercial exportadora adquire o produto manufaturado do produto, e depois dá continuidade ao processo de exportação. Ou seja, a empresa que produziu a mercadoria não participa do processo de exportação, ficando isenta da burocracia referente ao assunto.

Normalmente, a exportação indireta acontece quando a empresa produtora não possui experiência no processo. Por isso, uma assessoria ou consultoria de exportação é necessária,  visto que ela auxilia as empresas ainda sem experiência no comércio exterior a se iniciarem de maneira segura no mercado internacional. 

Como funciona o processo de exportação?

Para que a exportação possa ser realizada de maneira legal, é preciso atender todas as exigências legislativas do país de origem e do país de destino. O processo de exportação funciona em três fases:

Fase 1 – Negociação

Fase 2 – Remessa

Fase 3 – Entrega

O que é necessário para fazer uma exportação?

Para fazer uma exportação com segurança é necessário emitir os documentos de comércio internacional exigidos pela legislação do país de origem e destino, além de atender aos critérios burocráticos impostos para realizar o processo de exportação da mercadoria.

Confira a seguir quais documentos são necessários para realizar a exportação:

Quais os documentos exigidos para exportação?

Para realizar a exportação é preciso apresentar todos os documentos solicitados de acordo com a legislação do país de origem. Por isso, é aconselhável realizar um checklist e analisar cuidadosamente se todos os critérios estão sendo seguidos.

Invoice ou Commercial Invoice

A Invoice ou Commercial Invoice é a fatura comercial, ou seja, o documento do comércio exterior equivalente a nota fiscal do mercado interno. Ela é essencial para que o exportador possa dar a saída legal da mercadoria do país e realizar o despacho aduaneiro.

Além dos dados completos do importador e exportador, a Invoice deve conter descrição dos produtos, classificação fiscal (NCM), quantidades, valores, Incoterm, país de origem, país de destino, peso total, quantidade e tipos de volumes, forma de pagamento e meio de transporte internacional.

As Alfândegas Internacionais também exigem a Invoice como um documento essencial para legalização e internalização dos produtos no país de destino. Além disso, é um documento que oferece segurança às empresas importadora e exportadora, pois nele estão descritos todos os termos e condições da negociação comercial.

Packing List

Esse documento é mais conhecido no Brasil como Romaneio e também é essencial para que o embarque de mercadorias seja autorizado e a exportação realizada.

Enquanto a Invoice detalha os termos comerciais da exportação, o Packing List ou Romaneio detalha as características da mercadoria em si. Ele deve sempre contemplar uma lista do conteúdo da exportação com detalhamento unitário e total de pesos, cubagem, modelos e demais informações de embalagem.

As informações detalhadas, neste documento, são importantes para evitar complicações na hora do recebimento, além de fornecer a empresa importadora todas as informações sobre a sua compra, facilitando a conferência dos itens. Desse modo, o importador não terá problemas com a compra ao chegar em seu destino. As informações detalhadas deste documento são essenciais para que, ao receber sua compra, o importador identifique sem problemas os produtos importados, facilitando a conferência da mercadoria e, em alguns casos, possibilitando o planejamento prévio da desova, o que acaba convertendo-se em economia para o comprador/importador.

Conhecimento de Embarque

O Conhecimento de Embarque é outro documento essencial de toda exportação e importação. Enquanto Invoice e Packing List são emitidos pelo exportador, o Conhecimento de Embarque é emitido pela empresa responsável pelo transporte internacional ou seja, pela companhia aérea ou marítima. O documento confirma o recebimento da mercadoria para exportação e inclui uma descrição resumida dos produtos, o peso, a quantidade, origem e o destino.

No transporte aéreo o Conhecimento de Embarque é conhecido como AWB (abreviação do termo em inglês Air WayBill). Já no transporte marítimo, o Conhecimento de Embarque é conhecido como BL (abreviação do termo em inglês Bill of Lading). Independente do meio de transporte utilizado para exportação, é um documento obrigatório para que a exportação e/ou importação ocorram de forma legal.

Certificado de Origem

O certificado de origem, como o próprio nome sugere, é um documento para comprovar que a origem da carga a ser enviada para outro país está de acordo com as legislações e não é proveniente de comércio ou produção ilegal. Apesar de não ser obrigatório, sua emissão é sempre recomendada para dar uma maior segurança e tranquilidade ao importador.

Além disso, sua apresentação é necessária no caso de isenção ou redução de imposto no caso da importação, como acontece quando os países envolvidos na negociação possuem um acordo de relações comerciais internacionais.

Este certificado deve ser emitido sempre que uma nova operação de exportação é realizada, pois só pode ser utilizado uma vez e precisa ser solicitado a cada nova operação.

Apólice de Seguro de Transporte Internacional

A Apólice de Seguro de Transporte Internacional é um documento que deve ser emitido sempre que houver a contratação de seguros para mercadorias. O mesmo deve ser solicitado ao realizar a contratação do seguro, no entanto, esse procedimento deve ser realizado sempre antes do embarque dos produtos para exportação. Apesar de não ser obrigatória, o custo da contratação de seguro para exportação costuma ser relativamente baixo e sempre sugerimos que as mercadorias exportadas sejam devidamente seguradas.

O que você precisa para exportar no Brasil

As documentações mencionadas acima devem ser providenciadas sempre que a exportação for realizada e são emitidas antes ou no momento do embarque. No entanto, todas as empresas que atuam com exportação e/ou importação no Brasil precisam estar habilitadas no RADAR (Registro e Rastreamento da Atuação dos Intervenientes Aduaneiros). Essa habilitação é deferida pela Receita Federal e permite o acesso ao Siscomex, sistema pelo qual se inicia o despacho aduaneiro de exportação ou importação. Nenhuma empresa brasileira pode exportar ou importar sem estar habilitada no Radar.

Além dos documentos mencionados acima, listamos outros importantes documentos nas operações de exportação.

Contrato de Câmbio

Ao receber o pagamento proveniente de uma exportação, o exportador precisará converter a moeda estrangeira recebida para reais, sendo para tal necessária a contratação de um câmbio de exportação.

Em seguida, o banco ou corretora de câmbio responsável pela negociação da moeda estrangeira e nacional, irá emitir um contrato de câmbio, comprovando e detalhando a troca da mesma.

O que faz uma consultoria em exportação?

A exportação é extremamente vantajosa para empresas que desejam aumentar seu mercado e expandir seus negócios para outros países.

O mercado internacional é muito atrativo, mas para conseguir gerar receita e fazer o processo ser bem sucedido, mesmo em tempos de crise, é preciso ter conhecimento específico na área ou contar com a ajuda de profissionais que possam avaliar a estrutura do seu negócio antes de iniciar esse projeto a fim de garantir que a empresa se estabeleça no mercado, evite prejuízos e tenha um ótimo retorno.

A assessoria ou consultoria em exportação é essencial para que sua empresa realize a exportação de forma correta, obedecendo a legislação vigente. Afinal, negociar internacionalmente não é o mesmo que realizar negócios dentro de seu país.

A função da consultoria de exportação é garantir que você tenha um apoio de um especialista no assunto, o qual tem a capacidade de solucionar problemas, minimizar erros, auxiliar na organização da parte burocrática para apresentação da documentação, avaliar a estrutura de sua empresa para o processo, analisar o mercado, etc.

A equipe que realiza a consultoria de exportação realiza uma análise, identifica os pontos essenciais para que o processo funcione, oferece todo conhecimento necessário para exportar, organiza a atividade de sua empresa, ajuda com ideias para desenvolver melhor os itens a serem exportados  para que seja possível atender aos prazos de entrega, cumprir com o prometido e agir de acordo com a lei.

Quais são as vantagens de contratar uma consultoria de exportação?

As principais vantagens de contratar uma consultoria de exportação são:

· A equipe realiza a análise de mercado e fornecedores.
· Oferece sugestões de aprimoramento ou adequações das mercadorias antes de ingressar no mercado de exportação.
· Auxilia na diminuição de custos operacionais e promove o aumento da receita.
· Contribui para que as negociações internacionais sejam realizadas de forma segura. 
· Análise de taxas de conversões, impostos, exigência fiscais, etc.
· Auxílio na emissão e análise dos documentos de exportação.
·Negociação e a contratação de frete e seguro internacional (logística internacional). 
· Gestão do trâmite completo de exportação, garantindo a chegada da mercadoria no país de destino de forma segura.

De forma resumida, contratar a assessoria e/ou consultoria de exportação é o método mais seguro e eficaz para garantir que sua empresa seja bem sucedida no comércio internacional. Otimiza o processo e evite prejuízos.